1 de out de 2013

Tente se comportar amanhã assim que você acordar



Sempre tive uma dificuldade enorme em conviver comigo. Hoje, não tenho problema, pelo
menos, em falar sobre. Dizem que o doce do outro é mais doce mas a minha goiabada já
nasceu grudada no tacho. Começa com parte da infância onde minha vó me chamava de
Ângela Rorô, porque eu era grossa, sem jeito.







eu, quando criança.


Patinei pela vida bem longe da suavidade mas encontrei um homem que ama do jeito que eu
sou. Mas a aceitação, nossa…A aceitação talvez more ali, em Bento Gonçalves, ou no Amapá,


sempre longe de mim.


É que falo demais. Escrevo demais sempre empurrando goelas abaixo os meus
posicionamentos. Aí a revanche dói na minha retaguarda. E não tenho mais estômago. Tem
uma hora, um momento da sua vida que você cansa de brigar e deve aceitar que as pessoas
não vão gostar de você apenas por você respirar. Li em algum lugar que aceitar essa derrota de popularidade faz parte da humildade.



É difícil. É uma birgorna de 200 kilos na sua cabeça. Mas, é claro, se a sua cabeça for a minha.
Acho que Jesus talvez não seja unânime mas, a Beyoncé por exemplo, todo mundo gosta dela.
Eu queria ser unânime como a Beyonce. Isso é um puta dum posicionamento pernóstico, né?

Parabéns Beyoncé.


sua vaca

Nenhum comentário: