30 de jan de 2009

Um pouco de veludo

A música do Velvet Underground não termina, tem a ver com a noite. Algo sobre como passar horas inteiras da madrugada dentro de si. Eu agora penso melhor do que antes, do que um mês antes e até um milésimo de segundo... Sou fascinante. Nem tão cedo serei de ninguém. Qualquer coisa como uma banda de Blues na Lapa e um ônibus a ser encarado sozinha, porque o táxi tava cheio de amigos e eu não quero falar mais nem um AI, depois de uma hora da manhã.

 

Agora sou assim.

Nenhum comentário: